terça-feira, 15 de dezembro de 2015

Por Renata Nascimento / Fotos: Ronaldo Lima
Quem deseja inovar no Natal de 2015 pode adquirir o presente da festa ou do amigo secreto no Espaço Social de Economia Criativa, localizado no Shoppping Praça da Moça, que comercializa produtos artesanais e de utilidades. Além de oferecer uma peça única e estilizada, a aquisição ainda ajuda o meio ambiente, já que os itens utilizam em sua confecção materiais que poderiam ter sido descartados como banners, lonas e retalhos.
Entre os produtos vendidos estão bolsas, sacolas, aventais e jogos americanos feitos de lona, pesos de porta confeccionados a partir de caixas de leite, objetos natalinos como guirlandas, anjos e outros itens de decoração.
Também está à disposição para venda, sofás do Projeto Okavango, vinculado à Incubadora Pública de Empreendimentos Populares e Solidários (IPEPS) da Casa da Economia Solidária. O projeto, iniciado em 2013, tem como finalidade a recuperação de estofados, evitando o descarte irregular em vias públicas, praças e córregos, aumentando a vida útil dos móveis.
O Espaço Social de Economia Criativa, criado em setembro de 2015, é ambientado com luminárias feitas de PET e móveis confeccionados com troncos de árvore, pneus e pallets de madeira. A loja ainda oferece espaço para leitura e troca de livros, oficinas grátis de artesanato e educação ambiental, além de funcionar como ponto de coleta de materiais recicláveis utilizados na confecção de produtos vendidos no Espaço.
A loja é resultado da parceria entre Fundo Social de Solidariedade (FSS) de Diadema, Casa da Economia Solidária da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho e o Shopping Praça da Moça, que cedeu o espaço para instalação da loja. Parte da renda obtida com a venda dos produtos é destinada ao Fundo Social para aquisição de itens utilizados nos cursos profissionalizantes, oficinas e ações sociais promovidos gratuitamente aos moradores da cidade.

Serviço:
Espaço Social de Economia Criativa
Shopping Praça da Moça. Rua Graciosa - Centro, loja 338/339 do Piso Paineira .

Fundo Social de Solidariedade de Diadema
Paço Municipal. Rua Almirante Barroso, 111 – Vila Santa Dirce.
Tel.: (11) 4057 7788.

Casa da Economia Solidária
Rua Professor Evandro Caiaffa Esquivel, 127 – Centro.

Feira comemora Dia da Economia Solidária



Por Redação com Ascom Sete

Foto: Assessoria
Em comemoração ao dia nacional de economia solidária, o Governo de Alagoas, por meio da Secretaria de Estado do Trabalho e Emprego (Sete), promove, neste domingo (13), uma exposição de produtos artesanais criados por empreendimentos do estado atendidos pelo programa Produzir Juntos.  O evento será na Avenida Silvio Vianna, Ponta Verde, de 9h às 16h, período em que a via está fechada para o lazer.
Além da exposição, haverá café solidário, apresentação cultural e oficinas de artesanato. As peças expostas vão desde a renda de filé, passando pela madeira, até produtos criados com palha. “Será um momento para que todos conheçam de perto os produtos confeccionados pelos artesãos alagoanos e uma oportunidade de se adquirir verdadeiras peças de arte”, declarou a gerente de empreendedorismo e economia solidária da Sete, Maria Anunciada.
O Dia Nacional da Economia Solidária é comemorado anualmente no Brasil no dia 15 de dezembro. Foi criado em homenagem ao nascimento do ambientalista Chico Mendes, que ficou conhecido pela luta em defesa dos seringueiros da Bacia Amazônica, em conscientização das empresas em preservar a floresta nativa.

Uma programação foi elaborada para comemorar o Dia Nacional de Economia Solidária confira abaixo:
Dia 15 – Entrega do Plano Estadual de Economia Solidária 2015-2019 ao governador.
Dia 16 – Plenária no Fórum Estadual de Economia Solidária, planejamento para 2016.
Dia 17 e 18 – Oficina de formação das comissões gestoras, estadual e municipal do Cadastro e Informação do Comercio Justo-CADSOL.

Feira de artesanato reúne decoração e presentes de Natal em Friburgo, RJ

Trabalho dos artesãos da cidade está reunido no evento.
Feira acontece até o dia 23, das 9h as 19h.



Nova Friburgo, na Região Serrana do Rio, está realizando mais uma edição da Feira de Artesanato da Economia Solidária até o dia 23 deste mês. O evento aontece na Avenida Alberto Braune, no prédio anexo à Prefeitura, das 9h as 19h. Segundo o município, a feira está reunindo o trabalho dos artesãos da cidade, com peças e opções de presente de Natal. Esta é a última edição do projeto, que retorna em fevereiro do ano que vem.
As atividades econômicas da Economia Solidária são diversificadas e se baseiam no trabalho coletivo, na autogestão e na sustentabilidade. Os empreendimentos não são iniciativas isoladas, ao contrário, são organizadas em fóruns, redes de níveis municipal, estadual e nacional.
Em Nova Friburgo, a Economia Solidária conta com apoio de grupos como Fadas do Artesanato, Mãos que Riam, Nossas Artes, Doces Artes e Caps.Mais informações na sede da Economia Solidária, que funciona na Avenida Alberto Braune, 224, sala 308, Centro Administrativo Municipal César Guinle, em frente à Prefeitura, no Centro, ou pelo telefone (22) 2521-1457
.





Japeri adere à Campanha Mundial de Economia Solidária

No dia 15 de dezembro, próxima terça-feira, será comemorado o Dia Nacional da Economia Solidária, como forma de homenagear o ambientalista Chico Mendes, assassinado em 1988 por sua luta em defesa dos povos da Amazônia. Para celebrar esta data, a Prefeitura de Japeri vai realizar na próxima segunda-feira (14), das 9 às 13h, o Fórum Municipal de Economia Solidária, na Praça Olavo Bilac, em Engenheiro Pedreira.
A iniciativa visa levar ao conhecimento dos moradores japerienses quais os objetivos da campanha, apresentar feira de economia solidária, oficinas de artesanato, de sucos alternativos e de coleta seletiva, além de arrecadar material reciclado em troca de desconto nas contas de energia elétrica.
As ações ligadas ao tema vêm sendo debatidas há algum tempo. Em 2011, foi realizado em Fortaleza, no Ceará, o VII Congresso Brasileiro de Agroecologia, onde inúmeras perspectivas de esclarecimento sobre a Campanha pela Lei de Iniciativa Popular para Economia Solidária foram levantadas.
A campanha de Economia Solidária pretende recolher 1% das assinaturas dos eleitores brasileiros, o equivalente a mais de 1,3 milhão, para enviar ao Congresso Nacional o projeto de lei que cria a Política, o Sistema e o Fundo nacionais de Economia Solidária.?

Paul Singer: "Economia Solidária é iniciativa para realização de um sonh...

Reforma trabalhista é aprovada no Senado; confira o que muda na lei As alterações mexem em pontos como férias, jornada de trabalho, remun...