Postagens

Mostrando postagens de Março, 2014

Costa Verde discute economia solidária - Prefeitura de Angra dos Reis

CONFERÊNCIA REGIONAL DE ECONOMIA SOLIDÁRIA DO NORTE E NOROESTE FLUMINENSE: Diretor da Secretaria Nacional de Economia Solidár...

CONFERÊNCIA REGIONAL DE ECONOMIA SOLIDÁRIA DO NORTE E NOROESTE FLUMINENSE: Diretor da Secretaria Nacional de Economia Solidár...: Diretor do Departamento de Estudos e Divulgação da Secretaria Nacional de Economia Solidária, do Ministério do Trabalho e Emprego, Valmor ...

Mutirão Cirandas 2014 - 01: Uma visão geral do Cirandas (+playlist)

Mutirão Cirandas 2014 - 01: Uma visão geral do Cirandas (+playlist)

FRENTE PARLAMENTAR EM DEFESA DA ECONOMIA SOLIDÁRIA

)
Imagem
O país onde os bancos não chegam Municípios sem agências nem correspondentes bancários partem para a criação de bancos comunitários e moedas sociais para movimentar suas economias Por Luiz Gustavo PACETE Washington Luiz Cardoso, prefeito de Maricá, cidade com 139 mil habitantes no litoral norte fluminense, tinha um problema no início de 2013. Sua administração planejava compartilhar a prosperidade proveniente dos royalties do petróleo com os cidadãos maricaenses mais pobres. Para isso, a prefeitura criou um fundo que deveria distribuir R$ 70 todos os meses para as cerca de três mil famílias de baixa renda. No entanto, Cardoso queria garantir que o dinheiro não saísse do município. A solução foi lançar um banco comunitário que vai emitir Mumbucas, moeda social cuja aceitação é restrita ao município, e é a primeira moeda social virtual do Brasil. 
Maricá, RJ: o município é pioneiro na criação de uma moeda social virtual, que se chama Mumbucas “O Banco Comunitário Popular de Maricá foi c…