Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2013
Imagem
Lançamento da Moeda Social Eletrônica MUMBUCA 30 de Dezembro de 2013 ás 11h - Maricá - RJ Banco Mumbuca MOEDA SOCIAL MUMBUCA Considerações iniciais A Moeda Social Local Circulante Mumbuca, funcionará no município de Maricá-RJ. É uma das maiores inovações no Campo das Finanças Solidárias e um dos mais criativos programas municipais de distribuição de renda nos últimos 10 anos no Brasil. A Moeda Social Mumbuca aglutina alguns elementos fundamentais para o sucesso de um programa de desenvolvimento local: i) Controle social: será administrada pelo Banco Comunitário Popular de Maricá. ii)Boa governança de gestão: todo o processo se dará de forma eletrônica através de um cartão de débito/crédito, assegurando controle, informatização dos dados e transparência. iii)Robustez (escala/alcance): a Prefeitura de Maricá irá lastrear a Moeda Social Mumbuca através de 13.000 bolsas distribuídas para famílias de baixa renda (chegando a 20.000 bolsas em dois anos), totalmente pagas em Moeda Social Mumbuca.

FBES renova sua Coordenação Executiva e representantes para o Conselho Nacional ES

Nova Coordenação Executiva do FBES inicia seus trabalhos

Celebração do dia da Economia Solidária: Página no Cirandas para todos os empreendimentos mapeados!

Retrospectiva 2013: parabéns pelo dia nacional da economia solidária!

Parceria entre FBES e Fora do Eixo lança Cartilha da Economia Solidária

Imagem
Comércio Solidário O Comércio Solidário ou “Comércio Justo” é a tradução para o Português da expressão Fair Trade, que significa uma parceria entre produtores e consumidores, buscando ultrapassar as dificuldades de comercialização, para garantir o seu acesso ao mercado e promover o processo de desenvolvimento sustentável. O comércio solidário procura criar os meios e oportunidades para melhorar as condições de vida e trabalho dos produtores, especialmente os pequenos produtores desfavorecidos; nele está previsto uma relação mais justa entre consumidores e produtores o que garantiria um pagamento justo pelos seus produtos ou serviços prestados. Nesse modelo de comercialização, a proposta da ligação do consumidor com o produtor não é apenas mercadológica, envolvendo conscientização dos meios de produção, transparência na composição do preço e sustentabilidade do pequeno produtor. Como os consumidores passaram a considerar os valores humanos, a contribuição das empresas ao bem-estar social e…
Economia Solidária contra a ilusão do mercado

A economia solidária, ou melhor, as práticas econômicas baseadas no trabalho associado e na gestão coletiva, está se fortalecendo no Brasil. Segundo recente mapeamento nacional, são mais de 15 mil empreendimentos, compreendendo aproximadamente 1 milhão e 300 mil trabalhadores(as) associados(as), dos quais 70% foram constituídos a partir da década de 1990. São grupos de produção e consumo, cooperativas e associações nos mais diferentes ramos de atividade. Se é verdade que, na maioria dos casos, a constituição do empreendimento é uma resposta à crise do assalariamento, não é igualmente evidente que a solidariedade dependa de crises para se manter viva. Para defensores do livre mercado, é ilusão ou mesmo ingenuidade pensar na produção ou continuidade de laços sociais em meio a um ambiente marcadamente competitivo e individualista. Mas quem são os paladinos do mercado para falar de ilusões? O atual processo de acumulação se alimenta da economia s…