Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2011

Cidade de Deus vai ter moeda própria e banco comunitári​o

Cidade de Deus vai ter moeda própria e banco comunitário
Objetivo é incentivar o desenvolvimento do comércio local.
Moradores poderão obter descontos em suas compras ao usar as 'CDDs'.

Objetivo do projeto é motivar o desenvolvimento do
comércio (Foto: Arquivo Reprodução / TV Globo)
Incentivar os pequenos empreendedores e impulsionar o desenvolvimento do comércio local são os objetivos do Banco Comunitário da Cidade de Deus, na Zona Oeste do Rio, a primeira comunidade do Rio a ter um banco com moeda social própria, a chamada "CDD", uma referência à silga da comunidade. A previsão é que o projeto comece a funcionar em agosto.
A iniciativa é da Secretaria municipal de Desenvolvimento Econômico Solidário do Rio e conta ainda com o apoio da Caixa Econômica Federal, que será a responsável por viabilizar toda a operação do banco comunitário.
As cédulas de CDD serão impressas nos valores de 1, 2, 5, 10 e 0,50. Elas homenagearão personalidades da comunidade, como Dona Benta,…

Veja, é a reportagem de hoje: POLUIÇÃO DA TKCSA NA BAÍA DE SEPETIBA, CRIME CONTRA A SAÚDE PÚBLICA

Poços de Caldas finaliza circuito de feiras apoiadas pelo Projeto de Comercialização Solidária

Ocorreu, de 22 a 26 de junho, na cidade de Poços de Caldas (MG), o último evento realizado pelo edital 01/2010, que selecionou propostas de 23 feiras microrregionais e/ou temáticas de economia solidária. A programação da feira contou com exposição pública de artigos produzidos por empreendimentos econômicos solidários, rodas de conversa sobre economia solidária com Leopoldo, Paulo Cézar e com o professor Carlos Rodrigues Brandão.
A realização das feiras, pelo Projeto Nacional de Comercialização Solidária, que desde 2009 já realizou cerca de 100 feiras de economia solidária, teve recursos garantidos na ação Organização Nacional de Comercialização dos Produtos e Serviços de Empreendimentos Econômicos Solidários do Programa Economia Solidária em Desenvolvimento (Plano Plurianual 2008–2011), sob a responsabilidade da Secretaria Nacional de Economia Solidária do Ministério do Trabalho e Emprego (Senaes/MTE).
Esses recursos foram executados pela União Brasileira de Educação e Ensino – Insti…

Assentamento Itamarati se prepara para criar banco comunitário

Fonte: Camila Queiroz* Um dos maiores do Brasil, o assentamento Itamarati, no município de Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul, começa a se preparar para criar um banco comunitário. A ideia partiu do Projeto de Criação de Bancos Comunitários na Região Centro-Oeste, da Secretaria Nacional de Economia Solidária do Ministério do Trabalho e Emprego (Senaes/MTE), que tem como meta criar mais nove bancos comunitários na região. Com dez anos de existência, duas mil famílias e 25 mil hectares, o assentamento conta com empreendimentos em Economia Solidária e as lideranças já passaram por capacitações na área. Há um núcleo de agroecologia e a comunidade organiza duas feiras semanais, com produtos da agroecologia, artesanais e um pouco de confecção.
Com dez anos de existência, duas mil famílias e 25 mil hectares, o assentamento conta com empreendimentos em Economia Solidária e as lideranças já passaram por capacitações na área. Há um núcleo de agroecologia e a comunidade organiza duas feiras semana…

8ª Caravana à Brasília - Continua a Luta pela Estatização da Fábrica Ocupada Flaskô

Fábrica quebrada é fábrica que deve ser tomada pelos/as trabalhadores/as!
Oito anos de muita luta para manter a Fábrica de pé, produzindo. Hoje não somente bombonas e tambores e sim, esporte, cultura, lazer, trabalho, formação, luta por moradia, luta por saúde e serviço público de qualidade, além de participar das lutas organizadas do movimento operário, estudantil, sindical, cultural, de comunicação popular, movimento de trabalhadores rurais e na luta internacional com centenas de fábricas ocupadas por toda América Latina.
Mas é preciso encontrar mecanismos que garantam o funcionamento da Flaskô e de todos os projetos dentro da fábrica, a reivindicação que está em pauta, é que a Flaskô seja decretada pública, que seja Estatizada, porém que continue sob controle democrático dos trabalhadores e da população. Uma fábrica gerida pelos trabalhadores e trabalhadoras pode ter muitas outras utilidades, principalmente quando existem espaços onde o povo usufrue, organizando diversas atividades…

Secretaria Nacional de Economia Solidária completa oito anos

Imagem
A Secretaria Nacional de Economia Solidária do Ministério Trabalho e Emprego (Senaes/MTE) completou ontem, dia 27, oito anos de existência. Para comemorar a ocasião, foi aberta, no hall de acesso do bloco F, na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, a exposição “Economia Solidária – 08 anos de Senaes”. Nela estão apresentas as diversas ações realizadas pelo órgão, além de exibidos artigos produzidos por empreendimentos econômicos solidários. Paralelamente à mostra, grupos promovem a venda de seus produtos em uma feira de economia solidária que também acontece no mesmo prédio do MTE, até a próxima sexta-feira.

No descerramento da faixa de inauguração, o secretário nacional de Economia Solidária, Paul Singer, fez um balanço bastante positivo do trabalho realizado pela Secretaria, uma vez que ela ajudou muito, nesses oito anos, no crescimento da Economia Solidária do Brasil. “Hoje nós nos tornamos complexos: temos conosco indígenas, quilombolas, quebradeiras de cocos e uma infinidade de…

frente municipal da economia solidária

calendário de encontros da frente municipal em prol da economia solidária
local: Auditório da Câmara Municipal do Rio de Janeiro
10/08, 14/09, 19/10, 09/11, 14/1214:00 Hs.

Blog do Gdasi

Feira de ecosol em Sta. Maria/RS

Mais uma vez a ecosol/RJ  pode contar com a colaboarção da prefeitura do Rio de Janeiro, no patrocinio da nossa ida à 18º FEICOOP, Sta. Maria/RS dias 8 a 10/07/11, sedendo o transporte, nesse evento de grande repercurssão internacional para a econômia solidária, com a participação de vários artesãos ligado ao FCP/RJ.